Manchetes

Menu

segunda-feira, 3 de julho de 2017

Nada Mais Que Hoje – Letra da Música de Santa Teresinha

Nada Mais que Hoje

“Nada Mais Que Hoje”, música cuja letra é de autoria da própria Santa Teresa de Lisieux (Santa Teresinha do Menino Jesus), que foi extraída de um famoso poema da santa. Ela é cantada em português e francês, a língua que Santa Teresinha falava. A voz é de Flaviane Montenegro, e o vídeo é de autoria de Diego Belém. Acompanhe a letra a seguir:

Ma vie n’est qu’un instant, une heure passagère
Ma vie n’est qu’un seul jour qui m’échappe et qui fuit
Tu le sais, ô mon Dieu!
Tu le sais, ô mon Dieu!
pour t’aimer sur la terre je n’ai rien q’aujourd’hui!

Minha vida é um brevíssimo segundo
Minha vida é um só dia que escapa e que me foge
Tu bem sabes, oh meu Deus
Tu bem sabes, oh meu Deus
Para amar-Te neste mundo, não tenho nada mais que hoje

Oh! Te amo, Jesus, por Ti minh’alma aspira
Apoia-me docemente, por hoje aqui
Vem morar em mim, dá-me Teu sorriso
Rien, rien que pour aujourd’hui!

Minha vida é um brevíssimo segundo
Minha vida é um só dia que escapa e que me foge
Tu bem sabes, oh meu Deus
Tu bem sabes, oh meu Deus
Para amar-Te neste mundo, não tenho nada mais que hoje

Ah, deixa-me, Deus, em Tua face esconder-me
Para não ouvir o mundo fútil chamar
Dá-me Teu amor, conserva-me Tua graça
Rien, rien que pour aujourd’hui!

Minha vida é um brevíssimo segundo
Minha vida é um só dia que escapa e que me foge
Tu bem sabes, oh meu Deus
Tu bem sabes, oh meu Deus
Para amar-Te neste mundo, não tenho nada mais que hoje

Pão Vivo, Pão do céu
Divina Eucaristia
Oh Sacro Mistério, que o amor produziu
Vem morar em meu coração, minha branca Hóstia
Rien, rien que pour auhourd’hui!

Minha vida é um brevíssimo segundo
Minha vida é um só dia que escapa e que me foge
Tu bem sabes, oh meu Deus
Tu bem sabes, oh meu Deus
Para amar-Te neste mundo, não tenho nada mais que hoje

Ouça essa belíssima música:

Fonte: Músico da Luz

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Slide

Google+ Followers

Oração de São Francisco


Oração de São Francisco de Assis Senhor, fazei-me instrumento de vossa paz. Onde houver ódio, que eu leve o amor; Onde houver ofensa, que eu leve o perdão; Onde houver discórdia, que eu leve a união; Onde houver dúvida, que eu leve a fé; Onde houver erro, que eu leve a verdade; Onde houver desespero, que eu leve a esperança; Onde houver tristeza, que eu leve a alegria; Onde houver trevas, que eu leve a luz. Consolar, que ser consolado; compreender, que ser compreendido; amar, que ser amado. Pois, é dando que se recebe, é perdoando que se é perdoado, e é morrendo que se vive para a vida eterna. Amém