Manchetes

Menu

sábado, 24 de junho de 2017

“Matrimonio ‘para sempre’, do contrario é melhor que não se case”: Francisco na audiência

O Papa lembrou que no sacramento do Matrimônio é invocada de novo para eles a intercessão dos santos

(ZENIT – Cidade do Vaticano, 21 Jun. 2017).- Quando dois noivos consagram o seu amor no sacramento do Matrimônio, é invocada de novo para eles, desta vez como casal, a intercessão dos santos. E esta invocação é fonte de confiança para os dois jovens que partem para a “viagem” da vida conjugal.

O indicou o papa Francisco nesta quarta-feira durante a audiência na praça de São Pedro, precisando que “quem ama verdadeiramente tem o desejo e a coragem de dizer ‘para sempre’, ‘para sempre’, mas sabe ter necessidade da graça de Cristo e da ajuda dos santos para poder viver a vida matrimonial para sempre”.

“Não como alguns dizem: ‘até que o amor dure’. Não: para sempre! Do contrário é melhor que não se case. Ou para sempre ou nada”, disse.

E concluiu que “por isso na liturgia nupcial se invoca a presença dos santos”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Slide

Google+ Followers

Oração de São Francisco


Oração de São Francisco de Assis Senhor, fazei-me instrumento de vossa paz. Onde houver ódio, que eu leve o amor; Onde houver ofensa, que eu leve o perdão; Onde houver discórdia, que eu leve a união; Onde houver dúvida, que eu leve a fé; Onde houver erro, que eu leve a verdade; Onde houver desespero, que eu leve a esperança; Onde houver tristeza, que eu leve a alegria; Onde houver trevas, que eu leve a luz. Consolar, que ser consolado; compreender, que ser compreendido; amar, que ser amado. Pois, é dando que se recebe, é perdoando que se é perdoado, e é morrendo que se vive para a vida eterna. Amém