Manchetes

Menu

sexta-feira, 23 de junho de 2017

Papa convida a ser santos na vida cotidiana: audiência geral

O Santo Padre explica como temos que fazer, e que não significa rezar o dia inteiro

(ZENIT – Cidade do Vaticano, 22 Jun. 2017).- O Papa Francisco explicou nesta quarta-feira na audiência geral na praça de São Pedro, que todos

“Que o Senhor dê a todos nós a esperança de ser santos”, disse o Pontífice. Mas alguém de vocês poderá me perguntar:
– Padre, se pode ser santo na vida de todos os dias?
– Sim, se pode.
– Mas isso significa que devemos rezar o dia inteiro?.
– Não, significa que você deve fazer o teu dever todo o dia: rezar, ir para o trabalho, cuidar dos filhos. Mas é preciso fazer tudo com o coração aberto para Deus, de modo que o trabalho, mesmo na doença e no sofrimento, mesmo na dificuldade, seja aberto a Deus. E assim se pode tornar santo”.

E insistiu: “Que o Senhor nos dê a esperança de sermos santos. Não pensemos que é uma coisa difícil, que é mais fácil ser delinquente que santo! Não. É possível ser santos porque nos ajuda o Senhor; é Ele que nos ajuda”.

“É o grande presente –concluiu o sucessor de Pedro– que cada um de nós poderá dar ao mundo. Que o Senhor nos dê a graça de acreditar tão profundamente Nele chegando a se tornar imagem de Cristo para este mundo. A nossa história precisa de ‘místicos’: pessoas que rejeitam qualquer domínio, que aspiram à caridade e à fraternidade”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Slide

Google+ Followers

Oração de São Francisco


Oração de São Francisco de Assis Senhor, fazei-me instrumento de vossa paz. Onde houver ódio, que eu leve o amor; Onde houver ofensa, que eu leve o perdão; Onde houver discórdia, que eu leve a união; Onde houver dúvida, que eu leve a fé; Onde houver erro, que eu leve a verdade; Onde houver desespero, que eu leve a esperança; Onde houver tristeza, que eu leve a alegria; Onde houver trevas, que eu leve a luz. Consolar, que ser consolado; compreender, que ser compreendido; amar, que ser amado. Pois, é dando que se recebe, é perdoando que se é perdoado, e é morrendo que se vive para a vida eterna. Amém