Manchetes

Menu

terça-feira, 25 de julho de 2017

Venceremos as tentações pela oração

A Palavra meditada hoje está em 1ª Samuel 12,20-25:
20. Samuel disse então ao povo: "Não tenhais medo! É verdade que cometestes um grande erro. Somente não vos afasteis do Senhor, mas servi-o de todo o coração.
21. E não vos desvieis para entregar-vos a ídolos de nada, sem utilidade e incapazes de salvar, pois nada são.
22. Certamente o Senhor não se esquecerá do seu povo, em consideração a seu grande nome, pois o Senhor decidiu fazer de vós o seu povo.

23. Quanto a mim, longe de mim que eu venha a pecar contra o Senhor deixando de orar por vós e de vos mostrar o caminho bom e reto.
24. Temei somente ao Senhor e servi-o na verdade e de todo o coração, pois vistes as coisas grandiosas que realizou entre vós.
25. Mas se perseverardes no mal, vós e o vosso rei perecereis".

Não nos afastemos do Senhor, pois temos de servi-Lo de todo o coração. A única coisa que não podemos fazer diante de um erro é nos afastarmos de Deus. Coloquemo-nos à disposição d'Ele de todo o coração. Aquele que não reza não tem uma vida plena.
Rezar é estar com Deus. Não viveremos bem longe do Senhor. Sem oração somos guiados pela vaidade, a qual esvazia nossa vida. Quantas coisas vazias vivenciamos: consumismo, comportamentos, temperamentos, dentre outros.
Se algo ou alguma coisa nos desviou dos caminhos do Senhor e nos têm feito trilhar pelos caminhos do erro, seguremos nas mãos d'Ele por meio da oração, pois é ela quem nos ajudará a vencer as tentações.
Por que nos falta força, sabedoria ou paciência? Porque não as pedimos ao Senhor. Somos fracos para resistir aos ataques da tentação, porém a oração nos dá a força necessária para isso. Deus é fiel e não permite que sejamos tentados acima de nossas forças.
Com o Pai podemos tudo, pois Ele nos fortalece. Quem afunda na vida é porque não reza, não recorre ao Senhor. Deus não permite que aquele que reza naufrague na tentação. Não abandonemos nossa vida de oração.
Num mundo incerto, Deus nos enviou o Defensor para nos guiar por Seus caminhos. Ele nos adverte que não perseveremos no mal. O que nos destrói é a insistência no pecado, e isso nos faz perecer.
A Palavra de Deus é semelhante a um pai e a uma mãe, que nos exortam e, ao mesmo tempo, acalentam-nos. O Senhor não nos esqueceu; Ele fez de nós Seu povo; Ele não olha nossos pecados, mas sim a vontade de nos achegarmos novamente ao Seu coração.
Deus está fazendo de tudo para nos fazer feliz. Que essa verdade esteja gravada em nosso coração.
Márcio Mendes
Missionário da Comunidade Canção Nova
www.cancaonova.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Slide

Google+ Followers

Oração de São Francisco


Oração de São Francisco de Assis Senhor, fazei-me instrumento de vossa paz. Onde houver ódio, que eu leve o amor; Onde houver ofensa, que eu leve o perdão; Onde houver discórdia, que eu leve a união; Onde houver dúvida, que eu leve a fé; Onde houver erro, que eu leve a verdade; Onde houver desespero, que eu leve a esperança; Onde houver tristeza, que eu leve a alegria; Onde houver trevas, que eu leve a luz. Consolar, que ser consolado; compreender, que ser compreendido; amar, que ser amado. Pois, é dando que se recebe, é perdoando que se é perdoado, e é morrendo que se vive para a vida eterna. Amém