Manchetes

Menu

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Oração a São Brás

Resultado de imagem para Oração a São Brás

Ó bem-aventurado São Braz, que recebestes de Deus o poder de proteger os homens contra as doenças da garganta e outros males, afastai de mim a doença que me aflige, conservai a minha garganta sã e perfeita para que eu possa falar corretamente e assim proclamar e cantar os louvores de Deus.

Eu vos prometo, São Braz, que a fala que sair da minha garganta será sempre:

De verdade e não de mentira.

De justiça e não de calúnias.

De bondade e não de aspereza.

De compreensão e não de intransigência.

De perdão e não de condenação.

De desculpa e não de acusação.

De respeito e não de desacato.

De conciliação e não de intriga.

De calma e não de irritação.

De desapego e não de egoísmo.

De edificação e não de escândalo.

De ânimo e não de derrotismo.

De conformidade e não de lamúrias.

De amor e não de ódio.

De alegria e não de tristeza.

De fé e não de descrença.

De esperança e não de desespero.

São Braz, conservai minha garganta livre daquela doença braba para que minhas palavras possam louvar a Deus, meu criador, e agradecer a vós, meu protetor. Assim seja.

Amém

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Slide

Google+ Followers

Oração de São Francisco


Oração de São Francisco de Assis Senhor, fazei-me instrumento de vossa paz. Onde houver ódio, que eu leve o amor; Onde houver ofensa, que eu leve o perdão; Onde houver discórdia, que eu leve a união; Onde houver dúvida, que eu leve a fé; Onde houver erro, que eu leve a verdade; Onde houver desespero, que eu leve a esperança; Onde houver tristeza, que eu leve a alegria; Onde houver trevas, que eu leve a luz. Consolar, que ser consolado; compreender, que ser compreendido; amar, que ser amado. Pois, é dando que se recebe, é perdoando que se é perdoado, e é morrendo que se vive para a vida eterna. Amém